INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

sábado, 25 de setembro de 2010

Não percebo...

À medida que a minha gravidez se aproxima do fim com rapidez directamente proporcional ao desconforto que a envergadura da minha barriga me causa, fico perplexa com as amigas e conhecidas que comentam as saudades que têm das suas próprias barrigas de grávida...

É que saudades de uma barriga assim, até compreendo...
27 semanas

Mas assim...
36 semanas

É demais!
Eu acho que não vou sentir grandes saudades da minha barriga, principalmente porque tenho saudades é das minhas formas pré-gravidez e anseio muito mais ter o Pedro cá fora do que lá dentro.
Mas pensando bem, talvez as saudades da barriga surjam precisamente desse pormenor: por muito que custe aguentar as cãibras, os inchaços, a distensão muscular, carregando dia e noite quilos e quilos só de barriga e mais uns quantos no resto do corpo, sempre será uma felicidade egoísta e um super-poder o nosso filho ser só nosso e apenas crescer dentro de nós e não para longe de nós.

Isso e ter uma boa desculpa para uns quilos a mais e preocupações a menos, porque lapidar a gordura daqui para fora e lidar com todas as peripécias da maternidade vai ser dose de elefante!
Ai que eu ainda vou ter saudades disto!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Leituras

Finalmente o meu querido marido encontrou O LIVRO de puericultura que prende a sua atenção, com cujo conteúdo concorda e pretende seguir. Aleluia!! Todos os outros livros levavam com um "É interessante, sim sim, eu leio-os, não te preocupes, eu vou passar-lhes os olhos...", mas este, desde que chegou às suas mãos, ainda não teve descanso e eu sou permanentemente chamada à atenção desta ou daquela passagem, que ele faz questão de me ler. Quando ele começa com as quotes de dois em dois minutos, eu sei que o modo Obcecado está activado. Por mim, óptimo. Lê tudo, Fofi, tudinho!

E que livro é esse? Ei-lo:

Tcharan!! Secrets of the Baby Whisperer, de Tracy Hogg, uma enfermeira com muuuuito saber, só vos digo. Se o nome ou a cara não parece estranho, é porque há alguns anos passou na Sic Mulher ou no Odisseia um programa de televisão com intervenções dela in extremis, resolvendo casos de criancinhas em crise e pais à beira da loucura, por conta de choros, apetites e sonos trocados.

Entrou na nossa vida por especial e urgente recomendação da minha irmã, a quem foi emprestada uma cópia e passou a agir como se estivesse na posse do livro MAIS ESPECTACULAR DO MUNDO. Tanto assim foi que devorou a versão Bebé, a qual confirmou muitas das suas posturas e escolhas na educação da Rica Sobrinha II e já tem a versão Toddler, que a miúda não pára de crescer e não quer que lhe falte nada. Obrigada pela dica!

Nós comprámo-lo aqui, onde até podem ler umas quantas páginas para ver se gostam. Nós cá, parece que sim, gostamos MUITO.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Desejo


Desejo para mim e para todas vocês grávidas e ainda não grávidas que por aqui passam e todas as grávidas do mundo e todas as que ainda hão-de estar grávidas, um parto tão bom como este, um episódio decisivo das suas vidas com um fim tão feliz como este. Não deixem de ler, e inspirem-se!!


Curiosamente, o estado de espírito e atitude perante o parto da Jo é precisamente o transmitido nas aulas de preparação para o parto que tenho frequentado, revi muito das aulas nele, só espero estar a absorver tudo e conseguir ter a mesma calma, concentração, força e espírito de colaboração que ela teve. Não há nada como uma grávida consciente e preparada, mesmo que saia tudo ao contrário do esperado, o que é bem provável... Para ti estou aqui, bebé, conta comigo!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Inconfessáveis


Eu bem queria... mas não consigo. Resistir à tentação é impossível. Ele é chocolate (After Eight, Kinder, preto, de leite, brigadeiros, petit gateaux, marcha tudo), ele é batatas fritas, ele é gelado, ele é pizza... Não consegui cortar com as porcarias como queria e todos os dias caio em tentação. Eu até faço uma alimentação saudável com montes de fruta, legumes, comidinha caseira, pouco sal e muita cor. Mas entretanto... Ou é um chocolatinho vindo por engano no carrinho do supermercado, ou é um pacotinho de Lays já na caixa do mini-mercado, ou vamos jantar uma pizza tão boa tão fininha, ou passamos por mil sabores de gelado, ou temos sobremesa, ou isto ou aquilo. Eu não tenho salvação, é escusado. O que vale é que o meu estômago é de aço e o meu metabolismo aguenta isto tudo e muito mais, são décadas de prática!

Quando o Pequeno Pedro nascer, vou criar uma gaveta secreta no meu quarto da qual ele nunca vai ter conhecimento, que vai estar sempre a abarrotar com todas as minhas porcarias preferidas, as de agora e as de antigamente.

Porque eu não quero que ele crie maus hábitos, nem coma porcarias, muito menos por ter um mau exemplo em casa.

...

Pronto, tem de ser, este é um post de inconfessáveis.
E ainda porque eu as minhas porcarias preferidas...

... não as divido. Nem com o meu filho.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Mommy on the go

Sarah Jessica Parker
Michelle Williams
Liv Tyler
Gwyneth Paltrow
Christy Turlington

Com o início de mais um ano lectivo, e para bem começar mais uma semana de labuta, aqui ficam algumas mães em pleno serviço de entrega. Para inspiração multi-usos: com cheiro a Outono, casual chic e para os mais piiquenos.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Contas


Ai que falta no máximo um mês... Ou pelo menos um mês... Ou ainda um mês... ou já só um mês...

Pequeno Pedro já tem três quilinhos e continua cabeçudo.

Já só falta um mês... Ainda falta um mês!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Inconfessáveis... Ou a arte da procrastinação


A cinco semanas no máximo de ter cá fora o pequeno Pedro...

... Ainda não tenho a mala da maternidade feita...

... Ainda não tratei de subsídios e burocracias várias...

... Ainda não tenho o quarto acabado...

... Ainda não tenho o necessaire do meu petit feito, tão pouco escolhido...

... Ainda não tenho carrinho (este não é culpa minha, mas não deixa de ser mais alguma coisa que me falta)...

... Ando so on, and so on...

Enfim, espero que o tal síndrome do ninho não seja mito e baixe em mim tipo AGORA e não a dias do parto, que eu tenho muito para fazer e poucas molas no rabo.
Agora vou tomar banho. Daqui a pouco.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Agora é que vai ser bonito...

Com a Zara on-line finalmente a bombar (bem, mais ou menos, ainda vai crashando muito...), basta encomendar via net os modelitos preferidos e ir levantá-los à loja mais próxima pelo mesmo preço de loja, sem portes de envio. Vai ser a LOUCURA! Para mim e para ele...

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Que dizes tu, bebé?

Topem-me esta teoria:

After testing her baby language theory on more than 1,000 infants around the world, Priscilla Dunstan says there are five words that all babies 0–3 months old say—regardless of race and culture:
Those "words" are actually sound reflexes, Priscilla says. "Babies all around the world have the same reflexes, and they therefore make the same sounds," she says. If parents don't respond to those reflexes, Priscilla says the baby will eventually stop using them.

Priscilla recommends that parents listen for those words in a baby's pre-cry before they start crying hysterically. She says there is no one sound that's harder to hear than others because it varies by individual. She also says some babies use some words more than others.
The Dunstan Baby Language system may set you on the road to interpreting your baby's cries. This program claims that sensations within babies evoke certain cries:
  • "Neh" = I'm hungry
  • "Owh" = I'm sleepy
  • "Eh" = I need to burp
  • "Eairh" = I'm gassy
  • "Heh" = I'm uncomfortable




Infelizmente apenas encontrei exemplos do primeiro som, o do início do choro de fome, lembro-me de ver este programa da Oprah na TV e os outros sons também se individualizam bem, mas nada como ouvi-los...





Nestes vídeos ouvem-se exemplos de todos, o último é até bastante completo, mas pode ser confuso distinguí-los...
Pelo visto, eu até acredito que pode haver diferentes sons e tipos de choros conforme as necessidades dos bebés, mas só enquanto o petiz não estiver desesperado da vida dele, o que pode fazer escapar estas subtilezas à mãe, que fica apenas com o choro desesperado para tentar acalmar. Além de que os sons podem confundir-se ou perder-se com o crescimento...

Acreditam nisto? Valerá a pena eu andar de orelha afiada e munida de cartões com os sons para tentar descodificar o pré-choro do meu baby? Ou será patranha ou ainda infelizmente uma teoria impossível ou pelo menos pouco provável?

Para o quarto do Pedro

Encontrei, por puro acaso, uma linha de decoração de quarto que complementa perfeitamente a base da decoração do quarto do Pedro. Acerto em cheio nas cores, entre o azul, verde e aqua, não há demasiada bonecada (umas peças mais que outras, vá...), confesso que não sou apreciadora... É de bonecada e de favas... Ainda por cima não é cara. E ainda, está à venda numa grande superfície, sempre à mão. Yay!


Linha Safari Friends na Toys R Us!
Para ir coleccionando

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

A doutrina diverge

Qual é o melhor material para chupetas ou tetinas?


Borracha?


Ou silicone?

Já me recomendaram uma e o outro, já me desaconselharam especificamente uma e o outro. E agora, em que fico?

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

O Carrinho

O carrinho já está a caminho desde a semana passada, só falta telefonarem da loja para irmos a correr buscá-lo! Disseram que chegaria seguramente entre ontem e Sexta-feira, por isso na próxima semana conto começar a saga de telefonemas diários para saber se afinal já chegou ou se ainda demora... Tão pitoresco!
Pelo menos a escolha do carrinho ideal, apesar de ponderada e discutida, não foi difícil. As Ricas Sobrinhas tiveram carrinhos e coques da(s) mesma(s) marca(s), a Britax - Romer, tendo o Pequeno Pedro herdado a coque Romer da Rica Sobrinha II. Ora, ficou a parte da pesquisa e busca incessante pela melhor relação qualidade/preço resolvida logo à partida: só pode ser Britax.
Esta marca alemã, praticamente desconhecida dos portugueses, surgiu na vida da Rica Sobrinha I porque os paizinhos dela fizeram o trabalho lodoso de percorrer todos os carrinhos e coques do MUNDO e de Portugal à procura daqueles que preenchessem os seguintes requisitos: segurança máxima, ou seja, melhores pontuações nos testes internacionais de segurança; leveza e maleabilidade e já agora se não fosse pedir muito, não ser fofinho e cheio de mariquices e botões e pedais, mas sim clean e simples de usar. E deram com esta maravilhosa marca. Que ainda por cima, comparativamente com outras dentro do mesmo segmento e características, é mais barata. Certo é que os paizinhos da Rica Sobrinha II também andaram a fazer as suas pesquisas e chegaram à mesma conclusão. Eu fiquei descansadinha, quando chegasse a minha hora, nem me ia dar ao trabalho de comparar marcas e modelos...
Em pesquisa pela net, facilmente se descobre, no entanto, que não é fácil comprar esta marca em Portugal. O distribuidor e único revendedor é a Rebelde Confecções, que envia directamente para lojas como a Zippy e a PréMaman, mas nunca há carrinhos da marca em exposição nas lojas, nem as meninas inocentes que lá trabalham alguma vez viram um ao vivo e a cores, apenas sabem por alto que a marca existe, mas não sabem se ainda vendem e agarram-se imediatamente aos catálogos pela sua saudinha, enquanto vão dizendo que bom bom são os pesos pesados da carroçaria para bebés, como Maxi-Cosi, Bebé-Confort, Quinny e Chicco. Muito bem, sim senhora, mas eu preciso mesmo é da Britax.
De maneira que acabámos por escolher o bicho pelo que vimos na net e simplesmente encomendámos na loja, sem mais. Não é o ideal, mas foi o possível. De qualquer forma, a Britax facilitou-nos a vida, pois a escolha tinha que ser entre quatro modelos apenas, estes. Um pareceu-nos demasiado leve, outro demasiado pesado e robusto, outro era para transportar dois bebés em simultâneo, deusmelivreeguarde, pelo que escolhemos o modelo do meio:

TCHARANNN!!!

O B-Mobile, que pesa entre 6 e 8 Kg (ideal para subir dois andares de escadas, que é a nossa cruz), dobra-se bem pequenino para caber na bagageira mais envelope que possa existir (outra cruz que eu carrego), tem bom espaço de arrumação, pode ser usado sem coque desde o nascimento, porque pode rebater-se totalmente na horizontal, os revestimentos são facilmente removíveis e laváveis à máquina (diz que dá muito jeito nessas partes nojentas de bolsar e gregar), é maneirinho e todo style. Não vejo a hora de o ter nas mãos para o test-drive!

Com a coque posta fica super fofinho, o Pedro vai ficar todo racer dentro da sua máquina! Mesmo à Fangio!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...