INQUÉRITO!!!

Um pouquinho do seu tempo, posso?

Responda a esta pergunta sobre o que gosta de ler neste blog, aqui:


OBRIGADA!!

domingo, 29 de novembro de 2009

As Maravilhas do Casamento

Quando, mas quando, oh quando, é que eu vou resolver levantar este meu rabo gordo do sofá, agarrar no indigente do meu marido e arrastar-nos para a Vista Alegre mais próxima levantar todas as coisas maravilhosas que lá temos há meses à nossa espera e que farão de mim a mulherzinha mais prendada... do meu prédio?







Claus Porto


Eu adoro tudo na Claus Porto. Desde o facto de se tratar de uma marca portuguesa, de grande qualidade, com história, cheia de charme, à sabedoria de fazer dessa história e charme os seus maiores atractivos, quer mantendo os ingredientes, quer as embalagens inalteradas e com uma aura retro encantadora.
Uma gift box ou mesmo o mais simples sabonete constitui o presente perfeito quando se quer fazer um hat trick do bem presentear: bom gosto, utilidade, simplicidade.

Quem diz sabonete, diz gel de banho, sais de banho, linha masculina, ninguém fica triste!
É A prenda ideal para oferecer à sogra (que já dei!), à avó, mas também à irmã, amiga e sobretudo a nós próprias. Na minha to do list: Sabonetes Claus Porto na casa-de-banho, nas cómodas, no banho. Até dá pena abrir, mas vale a pena, não fosse afinal tão bom de usar...

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Ramo de Noiva

As minhas inspirações, colhidas all over the internet...


Os meus queridos rainúnculos, teria sido tão booooom
O resultado final:

Rosas brancas, baby roses verde claras e brancas, peónias (à falta de rainúnculos, para minha grande pena e perda...) e os únicos verdes eram rebentos não sei de que flor, acho que estou a ficar esclerosada, credo!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Livros de Instruções

Ao procurar net fora algumas imagens para ilustrar o post anterior, nomeadamente o Livro de Instruções Para Grávidas que tanto me tem consumido ultimamente, deparei-me com toda ou quase toda uma colecção de autênticos manuais para a vida moderna.
Em Portugal vêm sendo editados pela editora Vida Plural, da Pergaminho, mas ainda há muitos títulos que merecem em absoluto a tradução e introdução no nosso rectângulo verde e encarnado!
Do que me foi dado conhecer e se os outros títulos seguirem as mesmas linhas de orientação, a escrita é leve, despojada, cheia de dicas realmente úteis, simples e que abarcam amplamente o assunto em questão. Sempre com muito humor e com ilustrações TOP. E de que assuntos se foram lembrar! Basicamente tudo o que devia vir com manual de instruções, mas até hoje, nada!
Se não, vejamos:
Antes de tudo, há que conhercer-nos a nós próprias. E à nossa vajayjay. Como? Eis a resposta:

Depois, há que tratar de arranjar gaja/o e bem arranjado, com bom sexo! Livro de instruções para o sexo:
Se a coisa evoluir nesse sentido e o noivo se chegar à frente, os sinos vão soar! Livro de Instruções para a noiva:

E para o Noivo!
Quem casa, quer casa! Se já não tiver casa antes, aliás, é bom que a tenha! Seja como for, livro de instruções para a casa:
Depois do casamento, em geral, vem a prole: Livro de Instruções da grávida, já amplamente referenciado:

E quando o puto nasce? Toda a ajuda é pouca e bem vinda:

E há que brincar com ele e essas coisas...

E então o puto cresce:

E cresce...

E ainda falta tratar do gato...

E do cão...

Para o periquito, ainda não temos nada, desculpe!

DEMAIS

Leituras

Assim que decidimos que no próximo ano é que seria, achei da maior urgência fazer-me rodear de toda a informação possível para levar esta viagem a bom porto. Informação é Poder. A internet obviamente é aquele poço sem fundo de informação, entre artigos, foruns, blogs, sites, tudo o que se procura, encontra-se na world wide web. Mas nada como um livrinho para nos sentirmos realmente a beber sabedoria sem fim, comprando um livro, já se passa da curiosidade para o reino dos entendidos!
Já vou em dois livros, mas acho que vou ter de reservar uma prateleira (estante?) só para livros sobre maternidade, educação, alimentação e afins, porque a oferta é muita e a resistência é pouca.
O primeiro foi o "Alimentação Para Grávidas" e comprei-o porque era o que melhor respondia ao que procurava para a fase actual: o que comer e o que evitar ainda antes de se começar a tentar fazer filhos, de modo a potenciar a fertilidade, sucesso na concepção e boa formação do coisinho.
Ainda não o acabei, mas para já acho-o bastante completo, pois fala de forma muito concreta sobre a química da coisa, baseando-se em estudos e factos científicos e dando linhas de orientação que podem efectivamente ser seguidas, mesmo que com alguma batota. Apenas discordo da paranóia dos tipos com os suplementos de multi-vitaminas e minerais e com a sua posição sobre as vacinas. Até ver (e que sei eu, sua burra?!), confio no plano de vacinação nacional e na qualidade das vacinas administradas e vou achando que se fizermos uma alimentação minimamente decente (ok, tem de ser bem honesta), os suplementos a mais vão parar à sanita.
A minha médica de família apenas me receitou o Folifer e descartou para já os suplementos e eu vá, concordei. Pois é, já ando no Folifer...
O segundo livro é o fantástico "Grávida: Manual de Instruções" (versão portuguesa...), da Editora Arte Plural, colecção Vida Saudável, a qual contém autênticos manuais de instruções para o bébé, para o puto ranhoso e até para cães e gatos. As ilustrações são do mais design, a linguagem é leve e com muito humor, abordando as questões e sua resolução como
se de um electrodoméstico se tratasse (neste nem tanto, mas no manual do bebé é de morrer a rir, com linguagem técnica a falar do neném, do género "dispositivo"), mas sem que seja leviano ou incompleto. Muito pelo contrário, a informação é precisa e concisa, sem voltas e preciosismos ou "relatos da vida real (revirar de olhos)".


Aliás, quanto ao "Bebé: Livro de Instruções", quando for altura de lhe pegar, nem preciso de o comprar, basta pedir à minha irmã ou cunhada, ou até amigas, esse livro é um sucesso de vendas, todas o têm!
Mas tristeza das tristezas, o maior problema com os dois livros prende-se com a altura em que os leio e os seus efeitos sobre a minha linda cabecinha, tanto que vou ter de encontrar outra altura para os ler, já estou mesmo a ver. Como não temos televisão no quarto (recusamo-nos, por muito que às vezes me custe), adoro ler o meu romance do momento antes de adormecer e geralmente bastam-me duas ou três páginas para estar a cambalear sobre o livro e bêbeda de sono, o que é muito bom, porque tenho algumas dificuldades em adormecer -não estão bem a ver, quando tinha cinco anos a minha mãe dizia-me para pensar no pato Donald para ver se vinha o sono, porque eram 1:00 da madrugada e nada! Era um martírio, saber dormir é uma arte... Ora, lendo estes livros, como a leitura me interessa sobremaneira, até fico nervosa ao lê-los (a responsabilidade e o medo e o caraças) e viro de uma assentada 20 ou 30 páginas e sono, nicles! E vão duas da manhã, hei! Bem MAL são três da manhã! e eu tenho de desligar a luz e abraçar-me ao meu fofi e tentar esquecer as enzimas, os ácidos fólicos, as cintas e o raio que as parta! Assim fica mais complicado encher-me de sabedoria...
Isto vai bem encaminhado, vai!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

The Truth About Motherhood

Anda a dar na Sic Mulher um episódio da Oprah que é ABSOLUTAMENTE imperdível!
"The Truth About Motherhood" discute a dura realidade das mamãs que se querem perfeitas a todos os níveis, entenda-se como mãe, profissional, dona de casa, mulher e amante. IMPOSSÍVEL!
Os relatos das muitas mães presentes são hilariantes e todas as mães podem identificar-se com algumas das situações descritas. Eu ainda não sou mãe, mas tirei algumas ideias... e lembrei que a minha mãe também dava uma de LOUCA quando tentava "disciplinar" a mim e aos meus irmãos, nomeadamente ficando muda quando não parávamos de lhe chagar a cabeça. Pois é, mamãe dizia que se eu e os meus irmãos não nos calássemos que emudeceria, obviamente nós não ligávamos nenhuma e então a desgraçada ficava muda mesmo, abrindo e fechando a boca e simulando um ataque de mudez com dores lacinantes e tudo! Nós acreditávamos... Que bom!
A não perder, para saber mais, cuscar aqui.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Já encontrei um gajo.
Já o avaliei como capaz.
Já casei com ele.
Já tenho o relógio biológico a dar horas.
Já tenho idade para ter juízo.
Já fizemos as nossas contas.
Já comprei dois livros.
Já ando a tomar comprimidos.

Hoje fui fazer mais alguns exames.
Tudo certinho, menos as batatas fritas e outras porcarias.
Vamos ver se o próximo ano nos traz novidades. É para isso que aqui estamos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...